Independência e Confiança em si

04 jun 2016 por Letícia Lima

Honra MeritoA necessidade de aprovação é uma demanda primária, que por si só, já manipula o comportamento das crianças, que se empenham em desempenhar bem determinadas tarefas, como forma de receber atenção, aplausos e elogios de seus pais e familiares. Uma vez que, adotando comportamentos negativos serão punidos e rejeitados. E assim os indivíduos seguem a vida marcados ou condicionados a esse padrão de comportamento o que demonstra a falta de confiança em si, como também, a dependência de várias formas.

Esse comportamento é identificado quando o indivíduo atua com incoerência a suas vontades e princípios, valorizando o que se é aceito socialmente, ou que implicará na aprovação de outros. Certamente, uma forma de negação de si que também promoverá insatisfações e o adoecimento. Afinal, ser verdadeiro, independente e confiante é interagir no dia a dia despreocupado com a aprovação alheia.

Contudo há uma distinção quanto a necessidade de aplausos e valorização que é inata dos sujeitos. Para os inseguros esta aprovação externa é condição necessária para produzir, e viver com um minimo de satisfação, enquanto que para os independentes e seguros são seus valores e razões pessoais que norteiam seu comportamento, o que promove a real felicidade e prazer.

A distinção no comportamento do indivíduo seguro é perceptível, pois, há controle das reações emocionais com diminuição dos impulsos instintivos prejudiciais, que geram reações socialmente aceitas, a equidade que é o reconhecimento da necessidade do outro, ele se realiza e se satisfaz dando e recebendo, sendo este último uma característica de maturidade. E nesse exercício de dar e receber é que o indivíduo se beneficia no ajuste de sua agressividade que, gradativamente, será substituída por autoridade.

Outras características perceptíveis são a honestidade cultivada em suas relações, onde a coerência e previsibilidade é permanente, ou seja, faz o que pensa e fala com espontaneidade, é tolerante com as falhas e dificuldades alheia, é gentil, desarmado, aprecia e valoriza a natureza, respeita as crianças, aceita sua realidade, é colaborador, vivencia suas emoções boas ou más, é corajoso, sentem prazer nas coisas simples da vida, é delicado, por justamente sentir-se forte e seguro.

Para tanto, requer uma caminhada rumo a descoberta de si, onde sua identidade será aprimorada gradativamente. Afinal, todos os seres humanos estão num processo de evolução, onde as diferenças sinalizam o interesse e abertura para promover a mudança em si próprio. Qual seja, um dos maiores desafios humanos!!

 

Últimas publicações no blogVer todos