A travessia…

24 jul 2016 por Letícia Lima

Travessia

Diante a complexidade da vida, a educação tradicional, a repetição irracional que a família e a sociedade imputam a todos, desconsiderando as necessidades pessoais de cada indivíduo, fazem com que a vida seja vista de forma limitada e simplista, sem uma compreensão mais abrangente do que necessita ser vivido e explorado a cada existência.

Para tanto, é necessário saber quando um ciclo chega ao final! Pois, insistir a permanência deste ciclo que expirou, promoverá a perda de alegria, e o sentido de outras vivencias que serão necessárias viver para dar conta dos intentos pessoais de cada Ser.

A eternidade é um conceito filosófico que faz referencia ao tempo infinito, ou seja, atemporal, por isso, inválido para definir aspectos da vida cuja Lei principal é a mudança. Encerrar ciclos e fechar portas é uma disposição interna de voltar à atenção para o novo, sem aquela ideia de se justificar, numa forma de permanecer nas mesmas histórias, atividades, enfim; Na conhecida Zona de Conforto!

Portanto, se o ciclo de trabalho, relacionamento, mudança de cidade ou país, alguma amizade duradoura findou, ou mesmo, a saída da casa dos pais aconteceu? Se permita visualizar as possibilidades que estão a sua frente, novas vivencias, experiências e conquistas, ao invés, de se lamentar pelo que aconteceu. A mudança é uma das leis da vida, e ficar estagnado numa só vivencia, limita o aprendizado, o desempenho e novas experiências que só será possível viver, quando assumir uma nova postura de vida, entrando em novo ciclo.

É certo que o passado não volta… as coisas passam, muitas pessoas passam, e assim, são os sentimentos. Necessitam escoar para dar espaço ao novo! Neste mundo matéria há um reflexo e força muito maior de um mundo invisível, e por mais que seja questionado pelas mentes racionais não o torna impossível, ou mesmo, irreal. Mas sim, uma grande força que em muitos momentos fecham e abrem os ciclos da Vida Humana!

Últimas publicações no blogVer todos